quarta-feira, outubro 10, 2007


Nós agora declaramos que as seguintes coisas são extremamente blergs e devem ser evitadas a todo e qualquer custo em ambientes de frequência pública, púbica ou pudica:

1) Jamais chame o próprio pinto de pinto. Pinto não é sexy. É brega pra caralho. Caralho, no caso, só em momentos show de bola. Bola, por sua vez, só entre os amigos num jogo de futebol. Ou pebolim. Pebolim é legal. Voltando ao assunto, nunca diga: "Chupa o meu pinto.". E não use pebolim em qualquer conotação sexual. Não importa o quanto pebolim seja legal.

2) Nunca use meias com papetes. É confortável, eu sei. Mas se mulher gostasse de pé rapado ela te beijaria descalço. E lembre-se disso. Mulher gosta de cara descalço. Não mendigo, mas também não a horrorosa situação do cara pelado de meias.

3) Não faça suas unhas. Cutícula bem feitinha e unhas delineadas são artifícios usados por homens que gostam da mesma coisa que a gente. Não, não é dinheiro, cretinos.

4) Não pergunte quantas vezes ela chegou lá. Isso mesmo que você está pensando. Afinal, se você não sabe, ela provavelmente não chegou lá e se chegou, não foi por sua causa.

5) Não deixe os pêlos do seu playground crescerem livremente, sem restrições. Apare-os sempre que eles ameaçarem a começar a cobrir um pouquinho a área principal. Revelarei um segredo que talvez alguns de vocês nao saibam ainda: aparar o fluf, dá a impressão que seu pebolim é maior. Calem-se! Eu posso chamar do que eu quiser.

6) Não diga "amor" e muito menos "mor" a la Chico Bento. Não é sexy, não é bonitinho e não é romântico. A não ser que você seja do interior de São Paulo. Aí é sexy e bonitinho. Caso contrário, só demonstra sua inteira falta de criatividade e vai causar uma contorção facial discreta na sua jovem amada, mas que quer dizer "blerg!!!!"

7) Não tente ser igual ao Colin Farrel, não vai funcionar com você.

8) Não tente chamar mais atenção que a mulher que está ao seu lado. Se ela gostasse disso, sairia com a Globeleza em época de Carnaval.

9) Seja macho e não negue seus atos. Peidou? Assuma! Mas não faça disso um hábito.

10) Talvez sua namorada goste de "brincar" com outras mulheres, talvez não. Se ela gostar, não a reprima por isso, aproveite. Se ela não gostar, termine com ela e procure uma que goste.

11) Você é musculoso? Legal, hein amigão. Agora tenha o mínimo de bom senso e não saia por aí desfilando de regata. A não ser que você esteja na praia. Ou seja carioca. Os cariocas podem. O importante é que nem toda mulher gosta de homem musculoso e você, muitas vezes, só faz papel de ridículo.

12) Não tente ser mais sexy do que você realmente é. A linha entre o sensual e o ridículo é muito tênue, portanto, deixe o olhar 43 para quem realmente sabe fazer bom uso dele.

13) Nunca cante música sertaneja achando que você vai conquistar uma mulher. A não ser que você esteja em Barretos. As mulheres que frequentam esse limbo gostam disso e merecem esse castigo por toda a eternidade. Mas se você costuma ir para Barretos, por favor, morra. A humanidade não merece ter que conviver com você. Aproveita e leva com você para o inferno todos os cantores que estiverem se apresentando por lá.

14) Seja metrossexual, mas não ao ponto de chegar em casa empolgado, dando saltinhos de alegria e querendo mostrar a camiseta liiiinda que você acabou de comprar na Cavalera. Isso é ultra gay.

15) Não vá buscar a sua namorada na faculdade, numa sexta a noite, de calça de moleton, havaianas e meias. Ela teve muito trabalho para inventar para as amigas o quanto o namoro dela é agitado e bacana e você vai jogar tudo isso por água abaixo, quando as amigas descobrirem que ela vai para a sua casa comer yakissoba e assistir Globo Repórter, até você começar a roncar no sofá. Na verdade, não use calça de moleton em público nunca. Mais uma vez: é confortável, eu sei. Mas só demonstra que você é preguiçoso o suficiente para não vestir uma calça jeans.

16) Não use ringtones no seu celular com uma voz de mulher dizendo "atende, gostosão", ou qualquer coisa do gênero. Exceto se você for corinthiano. Aí você até tem uma explicação plausível para ser cafona a esse nível.

17) Se você não for gay, não dance axé. Nem funk. Nada neste mundo broxa mais uma mulher do que um cara suado, rebolando com a bundinha empinada ao som de "toma, toma, toma". Quer dizer...calça de moleton e papete com meia talvez sejam.

Written By: Kátia Madalena

5 comentários:

Fefos disse...

Acho que o item 16 poderia ter passado em branco...

ana paula disse...

MEU ESSE TEXTO É MARAVILHOSO
TUDO DE BOM
ALGO ASSIM PERFEITO
QUE FAZ A GENTE RIR
E DIZER
PUTZZZZZZ É ISSO MESMO
QUE PENSO
KKKKKKKKKKKKKKKK
SHOWWWWWWWWWWWWWWW

Ana Ra disse...

Genial seu puto. Cerveja proxima semana, mesmo que vc esteja morrendo. Com fotos de Praga. Beijonhos

Gabi disse...

Em tempo: só pra registrar que eu detesto esse texto.
Assim... Simplesmente nada a ver.

Lady disse...
Este comentário foi removido pelo autor.